Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

(Respostas críveis)

14.10.14, a dona do chá
Certa vez, quando eu já tinha idade suficiente para refletir sobre essas coisas mas ainda não o bastante para saber que não existem respostas críveis, sussurrei no ouvido de papai durante o culto do Rosh Hashaná: – Você acredita em Deus? – Não muito – respondeu ele. – Não. – Então por que nos traz aqui? Ele se concentrou, pensativo, na pastilha de antiácido que derretia em sua boca, passou o braço à minha volta, me deixando sob o xale de oração bolorento, e (...)

(Triste conclusão)

14.10.14, a dona do chá
(...)chegar à triste conclusão de que a única coisa que é possível saber sobre as pessoas é que você não sabe absolutamente nada sobre elas. Jonathan Tropper, Sete Dias sem Fim

(Erro terrível)

13.10.14, a dona do chá
– Seria um erro terrível passar a vida achando que as pessoas são a soma de tudo o que você vê. Jonathan Tropper, Sete Dias sem Fim

(Algo muito permanente)

13.10.14, a dona do chá
A infância parece algo muito permanente, como se fosse o mundo todo, e então um dia essa fase acaba e você se vê jogando terra em cima do caixão do seu pai, pasmo diante da efemeridade de tudo. Jonathan Tropper, Sete Dias sem Fim

(Mentiras)

07.10.14, a dona do chá
Ainda, no Clube de Leitura: Parecia-lhe ter aprendido naquelas últimas semanas que, se às vezes é necessário mentir para os outros, sempre é desprezível mentir para si mesmo.   W. Somerset Maugham, O Véu Pintado