Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( FINO E CORTANTE )

29.01.05, a dona do chá
Em passos naturais ia pela estrada fora. Podia ter esperado por um transporte público. Para quê? Meia hora de caminhada só lhe faria bem. Ficou satisfeita de pensar que fez a melhor escolha. A acertada. Sentia o sol sobre os seus pés, ainda lutando contra o frio da manhã. Mas, sobretudo, sentia aquele vento fino e cortante. Fez-lhe lembrar a aragem da serra. Fez-lhe lembrar os relatos da infância da sua mãe, quando ela dizia que em pleno Inverno andava descalça, porque naquele tempo não havia dinheiro para sapatos.
Achou invulgar o frio naquela manhã. O seu cabelo, que havia lavado antes de sair de casa, já estava em completo desalinho e ondulado pela aragem. Não se importou. O frio não a incomodou. O vento não a incomodou. Estranhamente.

O dia despertava para a caminhada. Ela despertava para o dia.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.