Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

10.01.05

( LENTE DE AUMENTO )


a dona do chá

[queria que entendesses...]



«Oh, why you look so sad?

Tears are in your eyes

Come on and come to me now

Don’t be ashamed to cry

Let me see you through

’cause I’ve seen the dark side too



(...)I’ll stand by you

I’ll stand by you

Won’t let nobody hurt you

I’ll stand by you»



The Pretenders, I'll Stand By You

06.01.05

( PARA NÃO PASSAR EM BRANCO - 3 )


a dona do chá

Visitas inesperadas e flores. Gestos de amizade inesquecíveis. Fiquei com "um brilhozinho nos olhos" ao ver que sou amada. Os meus amigos não se esqueceram de mim, mesmo sendo eu tão falha.
Revejo-vos a todos nas flores, nos sorrisos, nas palavras, nas mensagens, nos postais e nos telefonemas.
Como posso retribuir? Talvez repetindo o que eu sempre digo: guardo-vos no coração.

06.01.05

( MAIS VELHA )


a dona do chá

Sei que estou tecnicamente mais velha, mas é estranho este fenómeno da passagem do tempo. Os meus sentimentos e a minha forma de pensar amadureceram, mas não se alteraram na sua essência.
Sinto-me cansada, mas será da idade?
Ainda há tanto para viver e, ao mesmo tempo, parece que tanta coisa já se passou. Algumas se perderam, outras se eternizaram. Aqui estou eu: diante de mim mesma e de um enorme ponto de interrogação.
E de muitas reticências.

05.01.05

( O QUE QUERO OUVIR HOJE )


a dona do chá


« When I am down and, oh my soul, so weary;
When troubles come and my heart burdened be;
Then, I am still and wait here in the silence,
Until you come and sit awhile with me.
You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

You raise me up: To more than I can be.

Josh Groban, You Raise Me Up




04.01.05

( DECRETOS )


a dona do chá


Pablo Picasso
« Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira. »

Thiago Mello, Os Estatutos do Homem

04.01.05

( THESE DAYS )


a dona do chá

Passaram os festejos de Natal e de Ano Novo. Felizmente. Estes dias foram particularmente insuportáveis. Ainda tentei rasgá-los do calendário, na tentativa de um desaparecimento precoce. Não resultou.


Mas os dias acabam por desaparecer, de uma forma ou de outra.


Quero olhar para a frente e ver. Novos dias. Esperanças renovadas. Aprender a conviver com as ausências.


Provavelmente não abandonarei a minha melancolia, mas acredito que tudo pode melhorar.


Que 2005 não nos decepcione.

Pág. 2/2