Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

No silêncio das cores fortes.

03.12.03, a dona do chá

O silêncio é uma palavra, um conceito, um anseio, uma virtude (ou defeito) motivador da minha atenção. Já aqui falei do |Silêncio Digital| da Mónica. Hoje vou referenciar outro blog.

Trata-se do Silêncio em Cores Fortes, um blog escrito por Maurem Kayna e por Tereza Fernandes. Aparenta ter sido criado há pouco tempo, mas já promete conceder momentos de interessante leitura.

« Em traços, passos e horas nubladas, vejo desenharem-se horas vindouras. Contornos imprecisos que o pincel terá de demarcar com decisões. Texturas que irão se descortinando com o avançar dos dedos tingidos de expectativa sobre a tela dos dias. O esboço foi delineado ao longo de tudo que me sou até aqui... a concretude da tela vai nascendo assim... a cada movimento, mesmo os cegos... Os pincéis ainda repousam ao lado do cavalete, mas a mão já se adianta para tomá-los e definir o traço... entretanto, demora-se no ar úmido que segue-se à chuva.
Antes disso pretendo colher margaridas para o vaso longo que ocupa o canto do estúdio. »
por Tereza Fernandes


«As segundas-feiras eram sempre mais complicadas que qualquer outro dia, pois, invariavelmente, esquecia a agenda no trabalho e não conseguia lembrar os compromissos programados para a primeira manhã da semana. E lá ia ela saindo de casa atrasada, sem tomar café e com uma lista confusa de possíveis tarefas a vencer.

Tinha vontade de mudar, mas não encontrava uma brecha nos atropelos das horas. Então seguia, arrastada pelos cabelos por ponteiros de péssimo humor. »
por Maurem Kayna.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.