Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( DA TRANSITORIEDADE OU «vou juntar as minhas pequenas felicidades, quem sabe um dia alcançarei uma

21.06.04, a dona do chá
Às vezes é assim, não é? Algo nos falta algo essencial. Não é roupa. Não é um portátil. Não é mais um ordenado. Nem mais um texto. Nem mais um beijo. Nem ninguém. É algo sem corpo. Nem sequer é um lugar.

É uma ideia. Uma ideia de um lugar. De um cenário. É o bar onde em Vigo eu vi dançar o molineiro. É mesmo uma ideia de algo. Um som. Um cheiro a humidade. Sabes? É isso.

Podia ser qualquer coisa que eu quisesse: podia ser vendedora na Zara, podia trabalhar na lixeira pública e não deixaria de ser nunca assim.


Dito pela minha grande amiga L.B.

1 comentário

Comentar post