Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Tão denso quanto sangue. (2)

26.02.04, a dona do chá

A decepção surge sem convite. Arrebenta com a porta e instala-se sem permissão. Desorienta o sentido de direcção. Deixa-se de olhar para frente - são as lágrimas que impedem de exergar ou é a alma que escorre e se perde?
Passado o impacto da queda, levanto-me. Meio encurvada, mas levanto-me. Surgirão mais episódios, bem sei. Racionalmente resolvo esquecer. Virar a página.
Na verdade A., sinto que talvez tenha sido a última vez que te vi, que falámos. Não lamento que seja assim, porque o meu amor fraterno por ti virou uma lembrança. A tua indiferença teve o efeito de uma frente fria.
A última frase que disseste foi: "depois eu mando-te um presente". E eu disse: "nunca me importei com presentes, não vou me importar agora".
Fechei o casaco, aconcheguei a gola ao pescoço, virei costas e não olhei para trás.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.