Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( o coração é um órgão de fogo )

18.01.10, a dona do chá

- Por outro lado -

 

Há um brilho. Um brilho nos olhos que pode ser confundido com medo. Ele está presente, o dito medo, mas esse brilho que se coloca ao lado do medo compete pela preponderância no coração. Poucos entendem que esse brilho existe e que ele vive não de protagonismo, mas da firme e límpida certeza de que há algo mais. Que as coisas não podem ficar assim pela metade, sem serem resolvidas. Que a vida não pode se extinguir sem atingir o seu propósito essencial de justiça. Deixem que este brilho perdure. Este brilho é uma teimosia que perpetuo em meus olhos e que não admito que confundam  com lágrimas.

Há este brilho, que me permito, como reflexo de uma certeza que quero sempre trazer junto de mim de que tudo vai ficar bem. Não consegue abafar um brilho assim. Uma réstia capaz de iluminar. Chame-lhe esperança. Chame a este brilho, esperança. Não tenho medo de dizer: E-S-P-E-R-A-N-Ç-A. Visto-me com estas letras como se fosse uma relíquia. Tenho medo do que poderá acontecer, mas não tenho medo de confessar que tenho esperança. Que tal e qual agora ouço os pássaros a cantar pelas várias árvores que se arrastam pela madrugada.Tenho esperança de que tudo vai correr bem. Que ainda vou lhe ouvir rir e contar muitas histórias. Que ainda vamos ser todos muitos felizes. Que ainda vamos ultrapassar toda esta série de problemas que têm surgido. Não me rendo tão fácil. Não desisto.

Há este brilho, este percurso da esperança e, porque não dizer, esta certeza que chamo de fé.

Permito-me a fraqueza de descer ao mais fundo do meu ser. De experimentar o sofrimento, a dor, o medo, a ansiedade e a angústia. Mas, por outro lado, há este brilho, esta certeza, esta esperança e esta fé. Enfrento o facto de poder contribuir com muito pouco para alterar com o rumo dos acontecimentos. Sei que vou estar lá. Que se pudesse arrancava paredes para poder estar mais perto dele, na operação. Sei que Ele vai estar do lado dele. Sei que o amor subsiste a todas as coisas que vivemos e enfrentamos.

Atravesso a madrugada sabendo que há sempre o outro lado de qualquer questão, e que os dois lados convivem porque fazem parte do mesmo. Há o medo , a ansiedade, a angústia, mas há o brilho, a esperança, a fé.

Há o amor.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.