Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( ... )

06.09.09, a dona do chá

episódios dos outros

 

enquanto se veste, vê a sua imagem ao espelho e pensa como é que chegou até aqui. até este momento. fica alguns segundos a olhar aquela imagem tão familiar e tão desconhecida. não se recorda de ser assim. não se recorda sequer de ser algo. agradece pelo silêncio, agradece intimamente pelo silêncio do início de dia. agradece nem sabe bem o quê. vestiu a primeira roupa que lhe surgiu nas mãos, amarrou o cabelo e colocou uns chinelos. e saiu. todos a olhavam. todos. lamentou não viver num grande centro urbano onde ninguém se conhece. lamentou não ser totalmente anónima. não seria o último lamento do dia.

encontra uma conhecida, diz-lhe "bom dia". encontra outra, repete o cumprimento. não lhes parou para conversar. era educada mas não tinha tempo para pequenas conveniências.

mais tarde entenderia o porque dos olhares, seria uma amiga que lhe diria que as pessoas a recriminavam por não estar de preto. a este esclarecimento ela responderia com espanto: "haverá, neste mundo, alguma cor que traduza a dor que eu sinto? e respeito, haverá? ". a amiga não lhe saberia dizer e ela não estava preocupada com o que os outros pensam.

ela concluiu que a crueldade das pessoas traduz-se com imensa facilidade nas coisas insignificantes.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.