Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( deixa-te andar )

30.06.09, a dona do chá

não me fales das horas que guardarias dentro do bolso com intenções de aprendizado. não me fales dos ditos e dos desditos que bombardeiam os teus olhos. o céu não se tornará mais azul  por causa dos dias sacrificados e das noites brancas. os episódios passam por ti e tu os vês como num espelho. um reflexo daquilo que é e não o que gostarias que fosse. não te censures e não penses. pensar é um acto de envenenamento diário com a consequência da morte imediata dos sentimentos. deixa-te andar. não te prendas também aos sentimentos. que trazem eles senão dor? a dor é o fim último. não para ser alcançado, mas tudo leva a dor. e daí, uma dormência. latente. não lenta. mas sistemática.