Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( empenhado )

13.08.08, a dona do chá

Apetecia-lhe ouvir pessoas que não levavam as coisas a sério e ver pessoas de quem se pudesse rir. E também se meteu nos copos; encheu um copo com gelo e bebeu um whisky a seguir a outro. E à medida que a bebida começava a fazer efeito, percebeu que as pessoas que levavam as coisas a sério estavam muito mais próximas de se matar do que as pessoas que não levavam: não se lembrava de alguma vez sentir sequer o mais pequeno impulso de se matar e tinha dificuldades em imaginar que alguma vez o viesse a sentir. Se fôssemos a ver as coisas, não estava assim tão empenhado. Tem que se estar empenhado para se ser vegetariano, tem que se estar empenhado para cantar Both Sides Now com os olhos fechados; se fôssemos a ver bem as coisas, era preciso estar empenhada para ser mãe. Ele, pelo contrário, não ligava muito ao que quer que fosse, e isso, Will sabia-o, havia de lhe garantir uma longa vida livre de depressões. Tinha cometido o grande erro ao pensar que as boas acções podiam ser um caminho a seguir. Não eram. Eram a maneira de enlouquecer.



Era uma vez um rapaz, Nick Hornby

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.