Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( setas )

08.06.08, a dona do chá

Não ando distante nem ausente, na realidade, nem sequer presente. Os dias contam-se pelos dedos e as horas já as perdi há algum tempo. Não se contam, não se transportam, não se traduzem. Eu me entrelaço nestes dias e fixo-me num calendário imaginário. Somente os meus olhos conhecem os prazos tecidos na minha mente. Nem tudo o que eu sonho irá se realizar, mas nem tudo irá cair por terra. Sim, tenho passado por dias estranhos. Dias longos. Dias que se arrastam. Dias que se entranham nos meus ossos como setas. Agudas. Noutras alturas, os dias são refrescantes; surgem do nada para me mostrar nem tudo é ruim. Então, sorrio. Fecho os olhos por segundos para ver a realidade. A minha, a nossa, tudo o que me rodeia. Não ando distante, nem ausente, nem sequer presente. Tenho vivido.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.