Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

(se eu soubesse a resposta para cada pergunta...)

se eu soubesse a resposta para cada pergunta e cada questão que deve ser colocada para cada resposta não seria sequer necessário viver. certo? custa viver na ausência de respostas e na busca de compreensão. então, eu que mastigo pensamentos entre as horas dos meus dias de lonjuras não consigo alimentar-me desta premissa tão simples, tão certa e tão evidente. não consigo. dizem que a vida é simples e que nós é que complicamos. dizem isso e penso. dizem isso e questiono. dizem isso e mastigo cada palavra - dela não retiro alimento. dizem tantas coisas e oiço tantas coisas e sinto tantas coisas e questiono. sim, questiono. o que é dito e desdito e não provado na prática é fonte de questionamento. não é simples não. perdoem-me, a vida não é simples. perdoem-me, a vida não é simples de facto. perdoem-me mas a vida não é simples e ainda bem. a vida não é simples e, assim, envolvidos neste emaranhado persistimos na simplificação, engajamos neste corredor de várias portas que se chama questionamento e não prescindimos de buscar entendimento.

 

o meu questionamento é directamente proporcional à minha convicção.