Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

(natalício #5)

Bom dia a todos :) 
Não podia deixar de partilhar com todos os votos natalícios. 

Cristo, a razão desta festa, faz-nos entender que o Natal é Amor. Espalhem amor e esperança. 

Deixo-vos como presente no sapatinho esta música que adddooorrrro!
"Oh Christmas lights keep shining on" ;))

 

(natalício #4)

apesar de tudo, encontro-me contente neste Natal. ontem, foi uma noite espectacular :)

posso dizer que o Natal derreteu o meu coração...

 

o meu problema nunca é especificamente com o Natal. aliás, amo o seu significado: Cristo. o meu problema são as circunstâncias à volta desta data e a própria componente de histeria social. na realidade, as minhas melhores memórias remontam à minha infância. este ano foi diferente :) felizmente.

 

tem sido curioso... talvez seja a crise, mas certo é que este ano parece que histeria não foi intensa. parece que as pessoas contiveram-se nos gastos e no reboliço. 

 

(pressão e impressão)

"Tem as tensões demasiado altas e o batimento cardíaco muito acelerado. Está parada e parece que vai a correr apanhar o comboio.".

Fico estática. Parada. Sem qualquer palavra.

 

Eu poderia ter dito que o meu coração é um órgão de fogo e de diversas intensidades. Mas ele era um médico e talvez não fosse conveniente dizer-lhe isso.

 

(natalíco #2)

depois o natal tem esta coisa que me irrita que é: perdeu totalmente o seu significado. tudo bem, podem dizer-me que cada um atribui um significado específico. Contudo a data não deixa de ter um significado inerente. o natal virou esta fanfarra de comida e stress. e todo mundo fica, de repente, muito piedoso. antes tarde do que nunca? talvez. talvez. 

 

[é, estou amarga. mas quando não estou amarga, penso da mesma maneira.]

Pág. 1/2