Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( o coração é um orgão de fogo 12 )

não sabe como tem conseguido sobreviver a estes dias de incerteza. não sabe como é que tem mantido a calma.

 

as pernas doem a um ponto inimaginável, parece que lhes percorre uma fogueira lenta. os pés, com profundos cortes, latejam. as mãos, calejadas e gretadas. o corpo se arrasta, rasteja e auto-obriga a caminhar. a noite não é suficiente para recuperar o fôlego. o descanso desencontra-se da sua face.

 

o pó acumula-se nos cantos, a roupa espalha-se no chão, tudo a ser feito. que importância isto tem? a presença dele é bem mais importante. a sua ausência é um peso. o seu coração dá sinais de cansaço. o seu coração aventureiro e sonhador.  o seu coração que não vê limites. o seu coração que não sabe que um dia pode parar.

 

 

--- -- ---

 

 

 [ o meu - coração - anda em suspenso ]

 

( estimada paixão )

Ler, reler, autores, títulos, formatos, grafia e design. Tudo é interessante quando o assunto é livro.

 
Ler é viajarmos dentro de nós mesmos e através dos outros. Reencontro-me, refaço-me e reconheço-me através da leitura. Estranho isto, de me reconhecer nas palavras dos outros.
 
O que te faz agarrar um livro e ler?

(aleatório)

Seis coisas aleatórias

 

Venho com algum atraso responder ao desafio da Pipa. Perdão! Mas acho que ainda venho a tempo de falar de seis coisas aleatórias sobre mim. Aviso: é mesmo aleatório! :^))

 
 
1. Deus. Creio em Deus. Talvez, por isso, questiono-me com grande frequência. A fé é o fundamento e o questionar faz parte do crescimento. E isto nunca acaba. É um processo sistemático. Todos os dias eu aprendo algo e há sempre um novo saber. Um novo fôlego.

2. Chocolate.
Sou viciada em chocolate. Chocolate branco, chocolate preto, chocolate com amêndoas, chocolate ao leite, bombons, brigadeiro, biscoitos, bolos, sorvetes/gelados. Tudo aquilo que envolva chocolate, seu sabor e seu aroma, tudo é maravilhoso e desperta o meu interessa.
 
3. Saudade. Vivo de uma forma intensa a saudade, enquanto conceito e enquanto sentimento. Saudade da infância e de ser criança. Saudade dos amigos, dos que estão perto e dos que estão longe. Saudade das minhas raízes. Saudade estranha que é aquela que sinto do que não vivi. Tenho até saudade do futuro. Estranho e confuso, eu sei. Mas a verdade, é que a saudade é algo que me corre nas veias. Sou melancólica ao extremo.
 
4. Ally Mcbeal. Adoro séries televisivas. Não vivo sem acompanhar uma série. “Ally Mcbeal” é a minha predilecta, de tal forma que ”. Mas eu não sou esquisita, um sofá e uma boa série é sempre uma boa receita!

5. Perfeccionismo. Um defeito grave que constitui e que condiciona grande parte da minha personalidade. Faz-me sofrer e, por vezes, faço os outros sofrerem por causa disso. O meu grau de exigência é alto. Infelizmente.

6. Injustiça. Detesto injustiça. Acredito que andamos neste mundo para combatermos a injustiça nas suas diversas formas. Para mim uma gota faz parte do oceano. Impossível estar neste mundo e ser indiferente àqueles que sofrem diversas formas de injustiça.
 
-- --- --

As regras são:
1 - Linkar a pessoa que te indicou.
2 - Escrever as regras do meme em seu blogue.
3 - Contar 6 coisas aleatórias sobre você.
4 - Indicar mais 6 pessoas e colocar os respectivos links.
5 - Deixar a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela.
6 - Deixar os indicados saberem quando você publicar sua postagem.

Os indicados são:

( óbvio )

não parece possível fugir do que nos atormenta. o que mais tememos acaba sempre por acontecer. o que fazer para ultrapassar isto? parece que a insanidade ocupa aquilo que deveria ser óbvio e pergunta-se "estará louco?". por vezes, o egoísmo apresenta-se sob uma estranha forma de insanidade. será? talvez.

diante disto muitas coisas são postas em causa. fé, esperança, brilho e ventura. Deus não tem culpa, é bem verdade. nós também não. o mundo é como é. algumas pessoas - infelizmente - são como são. a ingénua acredita cegamente na pessoa em causa. há que ter pena ou há que lhe abanar a cabeça?

 

a vontade é de gritar. um desabafo de lonjura. onde está o tempo de felicidade?

( guerras )

não será nos livros de auto-ajuda que se irá encontrar o segredo para ultrapassar os obstáculos e para se obter vitórias. "há tanta coisa que não depende de nós" - ouvia esta frase muitas vezes e Clara entendia o seu significado. o que tem sido a vida dela? um longo emaranhado de obstáculos atados com um laço vermelho e luminoso de contrariedades. ela sabia o que era andar a se equilibrar em cima da corda; e sabia também o que era cair. a queda era uma constante. Clara tinha consciência que não dependia somente dela. e isto, o imprevisto, era o mais irritante.

 

de que valia tomar decisões se não se podia ontrolar os passos seguintes??