Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

(Tentar)

Tentar. Por que não? Tentar transformar alguma coisa em algo melhor. Mover para a renovação dos dias, afastar essa chuva intensa, estes dias frios. Ah, se tu soubesses por quantos dias frios e desoladores já passei (por quantos mais terei de passar?), ao ver o horizonte a cruzar pelos meus olhos dentro, sinto uma inusitada sensação. Um calor que me repassa o corpo todo. Recolham-me os queixumes e os azedumes. Tragam-me mel para que eu não esqueça este sabor. Esta doçura, este contentamento, esta maresia. Para que eu não esqueça.

(Sempre)

Uma palavra por dia. Ela esperava por aquela palavra. Era uma forma de esperança.  Executava, com paciência todos os seus afazeres. Não tentava adiantar as horas, nem queimar etapas. Ela sabia que tinha de ser assim. A espera era a ponte que tinha de atravessar todos os dias para chegar àquele momento. Uma palavra por dia. A dela era o nome delea estalar entre a língua e o céu da boca. O nome dele. Como uma prece. Um sussurro.

Uma palavra por dia. Todos os dias. Sempre