Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( ally 2 )

I look up to
Everything you are
In my eyes you do no wrong
And I believe in you
Although you never asked me to
I will remember you
And what life put you through
And in this cruel and lonely world
I found one love
You're still you
After all, you're still you
  Josh Groban

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=IqAuXAWbkfY]

 (procurar nas palavras dos outros algo belo para te dizer. porque tu, meu amor, mereces)

( ... )

Só quero que o dia termine e que o sono me leve pelos caminhos da ausência. Que eu possa esquecer no ritmo da minha própria respiração tudo o que me tolhe e que me arrasta para esta estrada estranha. Respirar, fechar os olhos, tudo escuro. É isso. Respirar. Respirar. Respirar.

Sabe como é?

 Respirar. E esquecer.

( travo amargo )

ela tenta abraçar o dia com outros olhos, que não aqueles do passado dolorido. ela tenta não se lembrar dos momentos difíceis e dos dias maus. há alturas em que é impossível não lembrar. recordar torna-se uma acção flageladora. mas até isso não é o que a incomoda mais, o que é mais pungente é a dor nos olhos dele e a estupidez de quem não o apoia.

não há nada pior que a impotência de apagar a sombra de tristeza e de revolta da pessoa que amamos. e ela sabia isso. ela vivia todos os dias este travo amargo na boca: a dor dele e a crítica alheia.