Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chá de Menta

Chá de Menta

I am half agony, half hope | Jane Austen

( COMEÇAR O DIA... )

... a ouvir Rui Veloso, 'Auto da Pimenta'.

"Cometi crime de amor à morte fui condenado
Mas antes do cadafalso a um capitão fui chamado
Que partia para a Guiné e me prometeu perdão
Se fosse numa galé e aceitasse a missão
De à sorte ser lançado na má terra do gentio
Sózinho e abandonado durante meses a fio(...)"


Rui Veloso, 'Lançado'.

( A RAZÃO DESTE BLOG NÃO SER UM DIÁRIO VIRTUAL 2 )

- As velas não cabem no bolo -

Viver tudo o que uma vida possui: os seus altos e baixos. Chega-se aos setenta anos não se sabe bem como. É mesmo assim, a vida vai no seu estranho ritmo: atravessa-se mares, conhece-se outros lugares, outros costumes. Faz-se do caminho um percurso imparável. E chega-se aos setenta. E ainda não é hora de parar. Setenta anos é obra. Setenta anos de teimosia e ousadia.
Este é o dia dele: meu pai.

( ... )

A noite passada um paredão ruiu
pela fresta aberta o meu peito fugiu
estavas do outro lado a tricotar janelas
vias-me em segredo ao debruçar-te nelas
cheguei-me a ti, disse baixinho "olá"
toquei-te no ombro e a marca ficou lá
o sol inteiro caiu entre os montes
e então tu olhaste
depois sorriste
disseste "ainda bem que voltaste"

Sérgio Godinho, 'A noite passada'

( ... )

Bem baixinho (para não acordar os vizinhos…) ouço Sérgio Godinho, ao mesmo tempo que entra uma aragem fria pela janela. Toca a música “A noite passada”. Sorrio. Há um silêncio pela casa, em que o sussurro das respirações e o som da música se confundem.
Nestas ocasiões, o mundo parece melhor.

( A RAZÃO DESTE BLOG NÃO SER UM DIÁRIO VIRTUAL )

Passo a tarde a ver televisão porque uma constipação a isso obriga. Tenho calor por causa da febre, tenho frio por causa da febre. Dói-me a cabeça e a garganta. Mais um espirro. Nariz pinga, pinga, pinga...
Entro no msn porque me lembrei de uma amiga e ela podia lá estar online. E estava. Ela fala um pouco. Desabafa. Eu tento ajudar. Não consigo. Não sou de grande ajuda. Aliás, tenho perdido o jeito para ser uma boa amiga. Ela fica offline. Eu volto a pensar na minha incompetência para ajudar.
Penso em ir ler; mas não, não me apetece.
Penso em voltar a ver televisão, também não.
Começo a escrever este post e quando chego perto do fim constato que agora consigo entender a razão de não fazer deste blog um diário: pura inépcia.
Entre outras.

Pág. 1/3